DAN Medical Frequently Asked Questions

Back to Medical FAQ List
Bookmark and Share

Regulador em free-flow leva a falha no compartilhamento do ar

Mangueiras se embaraçam quando um mergulhador com uma configuração hogarthiana do equipamento ajuda um parceiro inexperiente com o regulador em free-flow. Dois mergulhadores na casa dos 30 anos de idade fizeram um mergulho em pedreira a uma profundidade de 16 m (48 pés). A visibilidade estava entre 3 m e 4,5 (10 a 15 pés) e o fundo estava coberto de lama e lodo. O Mergulhador Um usou cilindros duplos configurados em padrão hogarthiano: cilindros duplos montados em um backplate com um dispositivo para compensação de flutuação (BCD, colete equilibrador) tipo asa, conectados por um manifold com registro separador e dois postos de válvulas. O octopus e os manômetros foram montados no posto do lado esquerdo; o inflador e o regulador principal com uma mangueira longa foram montados no posto direito. Ele tinha feito 50 mergulhos desde a sua certificação inicial.

O Mergulhador Dois usava um cilindro singular montado nas costas, colete equilibrador e manômetro padrão e estava equipado com dois reguladores, o octopus e o regulador principal, como é comum no mergulho recreativo. Ele tinha feito 10 mergulhos desde a sua certificação.

A uma certa altura, durante o mergulho, o Mergulhador Dois trocou o seu regulador principal pelo octopus. Essa ação provocou a entrada do regulador principal em free-flow. Depois de várias tentativas de interromper o free-flow, o Mergulhador Dois recolocou o regulador na boca, onde finalmente voltou a funcionar normalmente. No entanto, devido ao free-flow, o seu cilindro tinha se esvaziado. O Mergulhador Dois sinalizou ao Mergulhador Um, pedindo o seu regulador reserva. O Mergulhador Um tirou o seu regulador principal de mangueira longa da boca e o passou ao Mergulhador Dois.
Infelizmente, a mangueira longa não se liberou do harness do Mergulhador Um e o Mergulhador Dois começou a puxar vigorosamente a mangueira para conseguir mais extensão.

Enquanto isso, o Mergulhador Um procurou pelo seu regulador reserva, que tinha se emaranhado e estava invertido. O Mergulhador Um tentou respirar pelo regulador invertido, que estava perdendo água pela válvula de purga e, consequentemente, fornecia muita água e não ar suficiente. O Mergulhador Um disparou para a superfície, arrastando consigo o Mergulhador Dois, que se segurava no seu cinto de lastro. Felizmente, ambos os mergulhadores alcançaram a superfície sem sofrer lesões.
A configuração hogarthiana do equipamento — proposta por William (Bill) Hogarth, um mergulhador de caverna do Maine — permite arranjo e disposição fáceis do equipamento e dos acessórios de mergulho para garantir a redundância necessária e a prevenção de possíveis falhas. A configuração consiste de dois cilindros montados em um blackplate com um colete regulador do tipo asa entre a placa e os cilindros. Um manifold com registro separador une os cilindros, permitindo que o mergulhador isole o seu cilindro esquerdo do direito caso um regulador entre em free-flow. Isso dá ao mergulhador uma reserva controlada de ar se um cilindro se esvaziar.

Os reguladores principal e secundário são montados em cilindros separados em postos opostos, permitindo ao mergulhador trocar de regulador se for necessário. Um regulador fica em uma mangueira longa, de 2 metros (7 pés); o outro, em uma mangueira de tamanho padrão. O principal passa por baixo do braço, cruza o peito e dá a volta no pescoço para chegar à boca, enquanto o secundário fica pronto para o uso, localizado logo abaixo do queixo e mantido em posição por uma corda elástica amarrada frouxamente em torno do pescoço do mergulhador. Essa configuração deve facilitar a assistência a um dupla em caso de emergência. No passado, era usada somente por mergulhadores técnicos de cavernas, mas foi recentemente adotada por alguns mergulhadores recreativos.

A filosofia básica por trás da configuração Hogarthiana para o mergulho técnico em caverna pode ser resumida na máxima: "Mantenha a simplicidade, bobo!" ("Keep It Simple, Stupid!" — KISS), o que significa: leve para o mergulho apenas aquilo de que você precisa. No entanto, a configuração hogarthiana pode se tornar um problema para os mergulhadores recreativos e seus duplas quando os estilos de configuração de equipamentos se misturam. Este caso foi um exemplo disso.

O regulador em free-flow foi o primeiro evento adverso neste incidente, que ocorreu quando o Mergulhador Dois tentou trocar de regulador. Alguns reguladores são tão sensíveis que entram em free-flow assim que saem da boca do mergulhador. O free-flow também pode acontecer quando partículas entram no regulador — por exemplo, quando um regulador é arrastado pelo fundo lodoso. O Mergulhador Dois não estava preparado para essa situação; enquanto ele estava tentando interromper o free-flow, o seu cilindro se esvaziou.

O Mergulhador Um, que tinha uma configuração hogarthiana do equipamento, estava preparado, em teoria, para providenciar ajuda em uma situação de falta de ar. Ele passou o seu regulador principal, que sabia que funcionava bem, ao seu companheiro em situação de estresse. Idealmente, o Mergulhador Um teria inclinado a cabeça para a frente para fazer com que o giro da mangueira se desfizesse com facilidade, o que permitiria ao seu parceiro permanecer a uma distância confortável e respirar do seu cilindro. Isso não aconteceu tão tranquilamente quanto o esperado nesse cenário quando os dois mergulhadores tentaram compartilhar o ar, criando-se um segundo evento adverso. Enquanto o Mergulhador Dois estava puxando a mangueira do regulador que lhe fora oferecido, o Mergulhador Um teve dificuldades para alcançar o seu próprio regulador secundário, que se enroscou e não forneceu ao Mergulhador Um ar suficiente; e aqui estamos no terceiro evento adverso.

O Mergulhador Um disparou para a superfície — o quarto evento adverso — enquanto o Mergulhador Dois segurou-se nele — o quinto evento adverso. Felizmente, a superfície não estava distante e os mergulhadores não sofreram lesões.
Não existe nenhuma configuração de equipamento que proporcionará um mergulho seguro se o mergulhador não estiver preparado. Neste caso, o Mergulhador Dois não estava preparado para lidar com um regulador em free-flow, que é algo que acontece com frequência; ele deveria saber resolver o problema. Alguns reguladores possuem um interruptor mergulho/pré-mergulho que os deixa menos sensíveis quando não estão sendo usados. A maioria dos eventos de free-flow se interrompe quando o segundo estágio é virado para baixo ou tapando-se o bocal com os dedos. No caso de um free-flow persistente devido a partículas ou a congelamento, o mergulhador deveria ser capaz de conseguir obter ar suficiente para realizar uma subida controlada até a superfície. Nem o Mergulhador Um nem o Mergulhador Dois estavam preparados para manusear e usar o regulador com uma mangueira longa em uma situação de emergência.

Quando mergulhadores estão usando configurações diferentes no mesmo mergulho, é muito importante que ambos conheçam os equipamentos do dupla. Um tempo extra antes do mergulho deveria ser empregado para que um dupla explique ao outro qual a configuração de equipamento que está utilizando e como está disposto. É também uma boa ideia repassar todos os passos de uma emergência de falta de ar no seco, antes do mergulho. Cada parceiro deveria saber como localizar e dispor o equipamento necessário simulando uma situação de emergência real. Essa prática poderia ter reduzido o estresse e a probabilidade de ocorrência dos eventos adversos que levaram a este incidente.

— Brian H. Wake, Diretor de Cursos da PADI e Instrutor de TecRec


Other Case Summaries FAQs