DAN Medical Frequently Asked Questions

Back to Medical FAQ List
Bookmark and Share

Mergulhador sofre dor nos quadris durante voo 36 horas após o mergulho

Um mergulhador que tinha participado de várias saídas de mergulho em um live-aboard sentiu dor nos quadris durante o voo de volta para casa. Ele foi tratado em uma câmara hiperbárica no terceiro dia depois do retorno para casa. Os seus sintomas foram resolvidos, mas uma diagnose de doença descompressiva (DD) é incerta.Sou um mergulhador novato de 40 anos de idade, 1,67 m de altura e 63 kg de peso. Minha história médica inclui uma colite ulcerosa (1994), uma colectomia e uma formação de bolsa ileoanal (2001). Em uma viagem em live-aboard no Caribe, fiz cerca de dois mergulhos por dia durante nove dias. Usei ar comprimido e mergulhei a profundidades variando de 11 m a 33 m (35 a 108 pés). Trinta e seis horas depois do meu último mergulho, voei de Miami a Las Vegas e de Las Vegas a São Francisco, por um tempo total de 12 horas com a escala.

A aproximadamente um terço do caminho no voo de Miami para Las Vegas, senti uma dor lancinante nos meus quadris, que se irradiou para as duas pernas. Naquele ponto, não associei esses sintomas à doença descompressiva (DD). A dor piorou no dia seguinte, afetando a minha mobilidade. Tomei ibuprofeno, codeína e Tylenol, mas nada ajudou. Dois dias depois do voo, a dor melhorou um pouco.

No terceiro dia, estava trabalhando com uma amiga que é também mergulhadora e bióloga marinha. Mencionei os meus sintomas por cima e ela sugeriu que eu tinha tido uma DD. Não podia acreditar que não tinha pensado nisso antes! Telefonei para a DAN e fui ao pronto-socorro; eles me transferiram para a câmara hiperbárica de um hospital vizinho. Naquela noite, passei por uma recompressão da Tabela de Tratamento 6 da Marinha dos EUA e senti os sintomas desaparecem totalmente. No dia seguinte, a dor retornou na região lombossacral, mas não era forte como a dor original. Telefonei para o médico que tinha me tratado, mas ele não considerou que eu precisasse de tratamento de recompressão adicional. No momento, todos os sintomas desapareceram.
Sintomas que aparecem 36 horas depois de um mergulho podem estar relacionadas ao mergulho, mas a probabilidade é realmente pequena. Os sintomas descritos também não são típicos de uma DD. Com o histórico de colite ulcerosa e cirurgia da bolsa ileoanal, as condições locais da pélvis podem ter contribuído para a ocorrência dos sintomas descritos. Uma solução de sintomas com o tratamento de recompressão e oxigênio hiperbárico não confirma necessariamente uma diagnose de DD, já que o oxigênio hiperbárico pode ajudar em outras condições inflamatórias.

Neste caso em particular, a diagnose permanecerá sem solução. No entanto, o médico que tratou este mergulhador agiu corretamente. Quando há sintomas após um mergulho que não podem ser explicados por nenhuma outra causa óbvia, o paciente deve ser tratado com oxigênio hiperbárico. A certeza do diagnóstico é menos importante do que o benefício para o paciente, que foi alcançado neste caso.

- Petar Denoble, MD., D.Sc.


Other Case Summaries FAQs