DAN Medical Frequently Asked Questions

Back to Medical FAQ List
Bookmark and Share

Cilindro de aço faz com que mergulhador fique invertido na descida

Não habituado a um cilindro pesado, um mergulhador fica invertido durante a descida.O mergulhador é experiente e estava ciente de possuir uma taxa de consumo de ar mais alta do que o normal. Ele tem consciência de que isso pode ser inconveniente para outros mergulhadores do grupo, que dispõem de reserva de ar para mergulhar por mais tempo, mas têm de diminuir o seu mergulho quando estão com ele. O seu instrutor o aconselhou então a usar um cilindro de aço para poder levar mais ar consigo durante os mergulhos, porém levando em consideração que ele deveria reduzir a quantidade de lastro necessária para permanecer com a flutuação negativa. O instrutor explicou que o cilindro de aço maior apresentava flutuação negativa e, portanto, tinha a tendência a virar um mergulhador desavisado de ponta-cabeça. O mergulhador recebeu instruções de como manusear o cilindro de aço debaixo d'água e foi aconselhado a remover 2 kg (aproximadamente 4 libras) do seu cinto de lastro de 5 kg (11 libras).

O mergulhador iniciou uma descida normal e começou a equalizar. Enquanto estava descendo, o peso extra do cilindro de aço nas costas do mergulhador começou a virá-lo ao contrário, fazendo com que a sua velocidade de descida aumentasse e transformando a equalização em um desafio. Invertido, o seu regulador também causava problemas, permitindo que a água entrasse pela válvula de exaustão à medida que ele exalava. Consequentemente, ele inalou água do mar e engasgou com a água no seu regulador. O mergulhador inflou o seu colete equilibrador para interromper a descida, se estabilizar e então subir até conseguir equalizar os ouvidos e parar de engasgar. Ele sinalizou para o seu instrutor, indicando que precisava voltar à superfície para se acalmar e ajustar o seu peso. Depois do incidente, o mergulhador aprendeu a lidar com o seu novo sistema de lastro. No fim da viagem de mergulho, ele tinha sido capaz de reduzir o seu lastro a zero e chegou ao melhor controle usando apenas o cilindro de aço, sem peso adicional.
Sugerir que o mergulhador migrasse de um cilindro de alumínio para um cilindro de aço foi uma boa ideia para lidar com a sua preocupação em relação ao seu consumo de ar, possibilitando que ele contasse com uma maior reserva de ar. O instrutor fez bem em dar ao mergulhador dicas sobre a sua nova configuração e em apontar alguns dos seus inconvenientes.

Uma das lições normalmente ensinadas durante o treinamento é testar novas configurações de equipamentos em ambientes controlados, tais como uma piscina ou águas confinadas. Isso permite ao mergulhador desenvolver um controle mais preciso. Os mergulhadores podem ajustar a flutuabilidade e a distribuição do peso em águas rasas o suficiente para reagirem se tiverem dificuldades. Poderia ter sido mais benéfico para o mergulhador se o instrutor o tivesse feito experimentar a nova configuração em uma piscina antes de mergulhar realmente em um ambiente de águas abertas com o cilindro de aço. Dessa forma, o mergulhador poderia ter descoberto as dificuldades em um ambiente mais controlado. O instrutor poderia ter auxiliado o mergulhador e praticado com a nova configuração, possibilitando que ele se sentisse mais confiante e confortável quando mergulhasse em águas abertas. Se tivesse se tratado de um mergulhador menos experiente e treinado, esse incidente poderia ter sido mais grave, já que ele poderia ter entrado em pânico e voltado rapidamente à superfície.

Lições aprendidas:
• Mergulhar com um instrutor para praticar novas configurações de equipamento é uma ideia excelente.
• Não mergulhe sem treinamento formal quando estiver experimentando um novo equipamento especializado pela primeira vez.
• Passar tempo em uma piscina ou em ambientes de águas confinadas é recomendado para que um mergulhador se familiarize com novos equipamentos.

— Brian Wake


Other Case Summaries FAQs